O RENASCIMENTO DO PARTO

O filme é lindo, emocionante, verdadeiro! Eu super recomendo, pois como diz o médico francês, símbolo do parto natural, Michel Odent: “Para mudar o mundo, primeiro é preciso mudar a forma de nascer”

Terça, 13 de setembro de 2016


Desde que vi o trailler do filme O Renascimento do Parto pela primeira vez em 2012, acompanhei a caminhada da equipe para estréia do filme nos cinemas! Em agosto de 2013 o filme entrou em cartaz, percorrendo cinemas de 48 cidades de norte a sul do Brasil (com uma das maiores bilheterias já alcançadas na história dos documentário nacionais) e por festivais internacionais de cinema. Há duas semanas o DVD do filme está a venda e a Materno Mundi já está com o seu em mãos!

O filme fala sobre o protagonismo da mulher na hora do parto! Ao contrário do que já li, o filme não fala mal da cesárea, pelo contrário, ele fala o quão importante é essa cirurgia que, infelizmente, hoje em dia é feita por outros motivos que não o de salvar vidas! O filme mostra que, por falta de informação, muitas mulheres acabam sendo levadas pela emoção natural da gestação e são induzidas a fazer uma cesárea sem necessidade, sem pensar no bebê e atendendo apenas a vontade do médico!

O filme mostra que há poucas semanas do parto surgem os mitos que levam à cesária: “o bebê é grande”, “o bebê é pequeno”, “o quadril é largo”, “o quadril é estreito”, “a mulher já tem mais de 30”, “a mãe é muito nova”, “engordou demais”, “cordão tá enrolado no pescoço”, “tem pouco líquido”, “tem muito líquido”… Essencialmente, o recado é que a mulher deve ser a dona do parto, que médico, parteira, obstetriz, doula e cia.devem estar lá para ajudar a mulher a trazer seu bebê ao mundo e não para decidir o momento que isso irá acontecer! Serve para encorajar você que está em dúvida, que tem medo de tudo o que ouve, para desmitificar vários mitos e ser mais um artifício para te fazer seguir em frente na sua decisão, buscar e lutar pelos seus direitos de mulher, de futura mãe!

O filme é lindo, emocionante, verdadeiro! Eu super recomendo poiscomo diz o médico francês, símbolo do parto natural, Michel Odent: “Para mudar o mundo, primeiro é preciso mudar a forma de nascer”.

http://www.orenascimentodoparto.com.br/#/o-filme

voltar